Banner Topo
Página Inicial > Produtos > Termômetros/Densimetros > TERMÔMETRO DE LABORÁTORIO -10 + 100°C ESC INTERNA, ENCH Hg
Carregando...

TERMÔMETRO DE LABORÁTORIO -10 + 100°C ESC INTERNA, ENCH Hg

DIV.1°C, COMP.270mm, Ø 8-9mm,FECH. RICHTER C/BOTÃO, INCOTERM
  • Unidade: UND
  • Categoria: Termômetros/Densimetros
  • Marca: Incoterm
  • Código: ICT5075
Adicionar à Cotação

Ficha Técnica

Termômetro Químico Especial por ser mais resistente e acababento diferenciado, escala interna, capilar transparente, enchimento Mercúrio (Hg), diâmetro de 8 - 9 ± 0,5 mm. Fechamento Richiter com botão. Especificações Técnicas: Escala: -10+100°C Divisão: 1°C Comprimento: 270±5 Imersão: Total Limite de erro: ±1 Para o bom funcionamento dos termômetros devem ser observados alguns cuidados no manuseio, armazenamento e uso. Construção: São termômetros de líquido em vidro com divisão de 1ºC, variação de escala entre –10°C a 360°C com enchimento de mercúrio. São termômetros de imersão total. Sua escala é fixada junto ao capilar e envolvida pelo tubo de vidro, caracterizando assim a escala interna que possibilita uma maior precisão e facilidade na leitura da temperatura. Possui fechamento Richter com botão. Método para utilização: Este termômetro possui imersão total, por essa razão o instrumento deve ser mergulhado na solução à medida que a temperatura for alterando, de forma que somente o ponto desejado fique visível acima da solução. Quando o local a ser utilizado não tiver a profundidade necessária para a imersão total deve-se fazer a correção da coluna (consultar norma ASTM E-77 item 7, ou entrar em contato com o fabricante). Para obter resultados precisos, aconselha-se aguardar de 3 a 4 minutos após o termômetro ter sido colocado no banho. Para maior durabilidade, ao colocar os termômetros em temperaturas acima de 100ºC, fazer um pré-aquecimento, mergulhando, rapidamente, o instrumento uma ou duas vezes, dentro da solução ou banho, assim os choques térmicos são minimizados. Após o uso, ao retirá-los da solução colocá-los dentro de uma caixa contendo serragem ou algo similar para que o resfriamento seja gradual e o termômetro possa ser mantido na posição vertical. Manuseio e armazenamento: O manuseio deve ser feito com cuidado para evitar impacto. Não manusear o termômetro pelo seu bulbo (extremidade inferior), pois pode ocasionar quebra do termômetro devido ao acúmulo de tensão na solda do bulbo com a haste. Os termômetros devem ser armazenados com um ângulo a partir de 45º, ou na posição vertical. A temperatura ambiente deve se considerar a faixa de escala. Os termômetros podem ser armazenados na temperatura ambiente. Os termômetros devem ser embalados utilizando plástico bolha ou enchimento de forma prevenir impacto. As embalagens devem indicar que se trata de material frágil. Cuidados e precauções Em caso de quebra, junte o mercúrio e coloque-o em um vidro fechado. Se ingerido procure um médico. Em contato com o ouro, o mercúrio pode danificar a peça. Limpeza A limpeza do termômetro pode ser realizada com água corrente e se necessário com detergente neutro. Para evitar choques térmicos, aguardar o resfriamento gradual do instrumento após a utilização para realizar a limpeza. Fragmentação da coluna de líquido: Quando exposto a impactos a coluna de líquido pode fracionar e para corrigir este fracionamento basta aquecer o bulbo gradativamente com cuidado para unir a coluna novamente. Para medições que exigem maior precisão recomenda-se utilizar somente termômetros calibrados. A Incoterm fornece calibração de termômetros com o reconhecimento da Rede Metrológica RS e acreditação do INMETRO (RBC) conforme a norma ISO 17025:2005.